BLOG

Colégio Santo Agostinho

Educar para transformar

Aluno do Colégio Santo Agostinho é selecionado para Olimpíada Internacional de Filosofia, na Finlândia

Minas Gerais terá um representante na 32ª Olimpíada Internacional de Filosofia (IPO), que este ano será realizada na Finlândia. Bernardo […]

09/04/2024 | POR Colégio Santo Agostinho

LEITURA: 2 MIN.

Minas Gerais terá um representante na 32ª Olimpíada Internacional de Filosofia (IPO), que este ano será realizada na Finlândia. Bernardo Guimarães Ferreira, estudante da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Santo Agostinho – Nova Lima, foi classificado na seletiva realizada em Belo Horizonte, no mês de fevereiro. Apenas dois estudantes brasileiros se classificaram para a 32ª IPO, que será realizada de 16 a 19 de maio em Helsinque.

A olimpíada é um evento global que conta com a participação de cerca de cinquenta países e recebe o apoio da UNESCO e da Federação Internacional de Sociedades de Filosofia. A IPO conta com uma rica programação educacional, cultural e social. Para Bernardo, participar da competição abre importantes portas na vida. “Esta experiência vai ser ótima para a minha vida pessoal, acadêmica e profissional. Quero muito conquistar essa medalha e conhecer Helsinque”, destaca.

O estudante reforça a importância do apoio do Colégio em sua classificação. “Acho importante essa valorização que a Escola dá para as áreas de conhecimento, não somente a Filosofia, mas também as Ciências Humanas, em geral, que muitas vezes são menosprezadas por terem um peso menor no ENEM. Acho isso muito necessário, não apenas pela formação do aluno, mas da pessoa. Essas áreas da Filosofia e História nos orientam para sermos cidadãos melhores, tanto a nível político quanto a nível ético”, pontua.

Na seletiva para a IPO, Bernardo escreveu um ensaio filosófico em inglês. “Na minha redação, introduzi uma obra de metafísica de Aristóteles. Foi uma experiência muito interessante. Pude contar com professores que me apoiaram, orientaram em temas de debate e me ajudaram a construir raciocínio lógico. O apoio de todos os orientadores e meus colegas foi primordial”, conta Bernardo.

Thúlio Luis Ferreira, professor de filosofia da Escola Profissionalizante Santo Agostinho (EPSA), que integra a Rede Lius Agostinanos, acompanhou Bernardo em sua jornada e sente orgulho em ver o desfecho desta história. “Meu desejo é que mais alunos e alunas se matriculem no amor à sabedoria e que possamos produzir mais olimpíadas capazes de promover o interesse filosófico dos jovens, de contribuir para o aperfeiçoamento da reflexão crítica, de encorajar a busca de respostas lúcidas e inovadoras às dores do nosso mundo, cada vez mais complexo”, diz emocionado.

Simone Carvalho de Faria, líder institucional de competições acadêmicas da Rede Lius Agostinianos, enfatiza que a classificação de um aluno para uma Olimpíada Internacional é um feito que transcende as fronteiras da sala de aula. “Afinal, isso representa, não apenas o reconhecimento individual, mas também o prestígio da instituição educacional que o aluno representa. Demonstra que estamos constantemente promovendo desafios, a excelência educacional, o desenvolvimento intelectual e a valorização do pensamento crítico”, salienta.

Divulgação: O Tempo

Avalie este post

Click to rate this post!
[Total: 2 Average: 5]

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se na nossa Newsletter

E receba conteúdos do portal em seu e-mail

Email