BLOG

Como Preparar Seu Filho

mãe e filha estudando em casa

Como preparar seu filho

Dicas para estudar em casa em tempos de distanciamento social

Preparamos algumas dicas sobre como atravessar esse momento com mais tranquilidade e como criar uma rotina de estudos. Confira!

A pandemia do coronavírus está alterando não somente o modo de se relacionar – seja com as pessoas ou com nossos projetos -, mas também o modo de produção de diversas áreas. Enquanto boa parte da população brasileira se vê obrigada a seguir o regime de paralisação de serviços e distanciamento social com o objetivo de atenuar os impactos da pandemia, é preciso lançar mão de estratégias que mantenham a produtividade em todos os segmentos e reduzam o prejuízo no retorno das atividades pós-quarentena. Para estudantes e pais de estudantes, uma dessas estratégias é criar uma rotina para estudar em casa.

Sabemos que não é tão simples criar e seguir essa rotina, uma vez que ela surge imposta por um cenário completamente incerto e, principalmente, quando boa parte dos pais precisa dar andamento às próprias atividades profissionais em casa.

Mas não podemos perder o ritmo, pois o momento não pode ser considerado férias escolares. É preciso manter atenção aos estudos também durante este período.

Assim, preparamos a seguir algumas dicas sobre como atravessar esse momento caótico com tranquilidade e como criar uma rotina de estudos. Confira!

Conselhos para conversar com as crianças sobre a pandemia

Principalmente para os mais jovens, às vezes, é difícil explicar um estado de alerta mundial. Afinal, como ter essa conversa informando a importância das medidas tomadas sem criar pânico?

O Fundo das Nações Unidas para a infância (Unicef) criou uma cartilha com oito pontos que vão ajudar os pais a abordarem o assunto, entenda!

1. Antes de colocar para estudar em casa, escute

O primeiro passo é ouvir do seu filho o que ele já sabe. Como as aulas dele provavelmente já foram suspensas, será normal ele ter um conhecimento prévio, mas é importante perceber se ele não tem nenhuma informação errada para, então corrigi-la.

2. Seja sempre honesto

As crianças também têm o direito de saber a verdade. No entanto, não é necessário dar detalhes demais, pois isso pode gerar gatilhos de ansiedade. Na hora de explicar a importância da higiene pessoal, por exemplo, deixe tudo bem explicado, levando em consideração a idade do seu filho.

3. Explicar como se proteger

Um dos momentos mais importantes dessa conversa, é você ensinar o seu filho a se proteger. Para isso, mostre como devem ser lavadas as mãos, as boas maneiras ao tossir e espirrar e evitar o cumprimento com toques e proximidade.

4. Explique como a mídia funciona

Em momentos como este de pandemia, é normal ver notícias relacionadas ao assunto o tempo todo. Por isso, explique para o seu filho que isso não significa que a doença está em todos os lugares, é apenas a mídia fazendo o papel de manter a população informada sobre um assunto sério.

5. Situações de bullying

Existem vários relatos de bullying envolvendo o coronavírus. Em uma das conversas com seu filho, deixe claro que o coronavírus não tem nada a ver com aparência ou origem de alguém.

6. Histórias de generosidade

Em tempos de pandemia, as pessoas precisam se ajudar. Neste momento, mostre para seus filhos grandes casos de pesquisadores importantes, relatos de pessoas se ajudando e evidencie como os profissionais da saúde estão empenhados.

7. Sentir-se ansioso, busque ajuda

Para você ajudar o seu filho, você precisa primeiro se ajudar. Em situações em que a pessoa fica muito tempo em casa, é normal haver um crescimento de estresse e de ansiedade. Por isso, se sentir que precisa de ajuda, procure-a.

8. Finalize bem a conversa

Para encerrar a conversa, pergunte ao seu filho se ficou alguma dúvida e mostre para ele sinais de positividade. Se não souber a resposta de alguma pergunta dele, procure em portais de notícia de confiança.

Dicas para estudar em casa em tempos de pandemia

Para o seu filho não perder o ritmo dos estudos, é importante que ele se atenha a aprofundar os conteúdos dados anteriormente em sala de aula.

Para manter esse modo “revisão” ativo, é fundamental que os pais participem da rotina, monitorando e trocando ideias. Isso fortalece, inclusive, o ambiente familiar.

Rotina para estudar em casa

Sabemos que os conteúdos escolares são divididos em vários tópicos. Para não estudar desorganizadamente com o risco de comprometer a compreensão sobre os conteúdos, separe-os em tópicos, revisando desde os primeiros estudados até os últimos que foram lecionados.

A dica é que ao fim dessa revisão durante os próximos dias, o estudante conclua os conteúdos próximo ao término do período de suspensão das aulas. Dessa forma, quando as aulas voltarem, ele estará com a memória fresca de tudo que foi visto.

Local para estudar em casa

Para escolher o melhor local de estudos, pense em um lugar silencioso, iluminado e arejado, que tenha uma mesa ou escrivaninha e uma cadeira confortável.

É importante que o horário de estudo do seu filho seja de conhecimento de todos da casa, pois todos deverão respeitar esse horário com silêncio e sem interrupções.

A internet…

Vilã para muitos estudantes na hora do estudo, a internet pode ser uma poderosa aliada neste momento de estudar em casa.

O ideal é que o seu filho tenha a maturidade para poder estudar com o celular, computador ou tablet do lado dele. Se não tiver, talvez seja uma boa tirá-los e devolver apenas ao final do horário de estudo. No entanto, pode ser um ótimo momento para poder trabalhar essa maturidade da parte dele.

Organização

Para que a rotina de estudar em casa funcione, um ponto muito importante precisa ser a organização.

Antes de começar os estudos, separe alguns minutos para arrumar o lugar, deixando-o limpo e com tudo que vai precisar próximo, para não precisar ficar levantando toda hora.

Pausas

O intervalo nas escolas não é um momento de luxo, aqueles vinte minutos são importantes para que a criança e o jovem possam descansar a mente com outras atividades.

Por isso, separe alguns minutos em casa também para fazer um lanche, esticar os músculos ou qualquer atividade que seja prazerosa para o seu filho.

E então, este artigo ajudou a pensar em práticas para melhorar estudos em casa? Compartilhe com outros pais e/ou estudantes, assim, atravessaremos juntos este momento mais bem preparados. Assine nossa newsletter para receber outros conteúdos do blog.

Avalie este post

[Total: 15    Média: 4.7/5]

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Comentários

2 comentários.

  1. Sugestões ótimas, não só para este tempo de Pandemia mas, para toda a caminhada escolar de nossos filhos. Obrigada, gostei muito da informação!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editorias

Posts mais lidos

Newsletter